04/12/13

não canse quem te quer bem {e isso basta}

"Não canse quem te quer bem. Ah, se conseguíssemos manter sob controle nosso ímpeto de apoquentar. Mas não. Uns mais, outros menos, todos passam do limite na arte de encher os tubos. Ou contando uma história que não acaba nunca, ou pior: contando uma história que não acaba nunca cujos protagonistas ninguém jamais ouviu falar. Deveria ser crime inafiançável ficar contando longos casos sobre gente que não conhecemos e por quem não temos o menor interesse. Se for história de doença, então, cadeira elétrica.
Não canse quem te quer bem. Evite repetir sempre a mesma queixa. Desabafar com amigos, ok. Pedir conselho, ok também, é uma demonstração de carinho e confiança. Agora, ficar anos alugando os ouvidos alheios com as mesmas reclamações, dá licença. Troque o disco. Seus amigos gostam tanto de você, merecem saber que você é capaz de diversificar suas lamúrias.
Não canse quem te quer bem. Garçons foram treinados para te querer bem. Então não peça para trocar todos os ingredientes do risoto que você solicitou – escolha uma pizza e fim.
Seu namorado te quer muito bem. Não o obrigue a esperar pelos 20 vestidos que você vai experimentar antes de sair – pense antes no que vai usar. E discutir a relação, só uma vez por ano, se não houver outra saída.
Sua namorada também te quer muito bem. Não a amole pedindo para ela explicar de onde conhece aquele rapaz que cumprimentou na saída do cinema. Ciúme toda hora, por qualquer bobagem, é esgotante.
Não canse quem te quer bem. Não peça dinheiro emprestado pra quem vai ficar constrangido em negar. Não exija uma dedicatória especial só porque você é parente do autor do livro. E não exagere ao mostrar fotografias. Se o local que você visitou é realmente incrível, mostre três, quatro no máximo. Na verdade, fotografia a gente só mostra pra mãe e para aqueles que também aparecem nafoto.
Não canse quem te quer bem. Não faça seus filhos demonstrarem dotes artísticos (cantar, dançar, tocar violão) na frente das visitas. Por amor a eles e pelas visitas.
Implicâncias quase sempre são demonstrações de afeto. Você não implica com quem te esnoba, apenas com quem possui laços fraternos. Se um amigo é barrigudo, será sobre a barriga dele que faremos piada. Se temos uma amiga que sempre chega atrasada, o atraso dela será brindado com sarcasmo. Se nosso filho é cabeludo, “quando é que tu vai cortar esse cabelo, garoto?” será a pergunta que faremos de segunda a domingo. Implicar é uma maneira de confirmar a intimidade. Mas os íntimos poderiam se elogiar, pra variar.
Não canse quem te quer bem. Se não consegue resistir a dar uma chateada, seja mala com pessoas que não te conhecem. Só esses poderão se afastar, cortar o assunto, te dar um chega pra lá. Quem te quer bem vai te ouvir até o fim e ainda vai fazer de conta que está se divertindo. Coitado. Prive-o desse infortúnio. Ele não tem culpa de gostar de você."
Martha Medeiros



eu lembrava que já tinha lido esse texto, e como sabia o título, foi só digitar no google e ela apareceu. li de novo e confirmei como ele é verdadeiro. 

sabe aquela preguiça que comentei que tenho, que é meu maior pecado, então, não sei se é o calor, os sonos atrasados, só sei que essa preguiça está num grau, que nem sei qual é. preguiça de ouvir certos papos, de discutir as mesmas coisas, de ficar questionando (na minha cabeça) certas atitudes que não vão mudar. preguiça de ouvir as mesmas piadas, simplesmente preguiça. 

concordo muito com a parte do texto que diz: "implicâncias quase sempre são demostrações de afeto. você não implica com quem te esnoba, apenas com quem possui laços fraternos... Implicar é uma maneira de confirmar a intimidade. mas os íntimos poderiam se elogiar pra variar" 

pois é, os íntimos poderiam se elogiar, pra variar. e não só cobrar. quando a intimidade é de uma vida toda (entre pais e irmãos) acho que é mais fácil falar o que pensa e depois tudo volta ao normal. entre marido e mulher também, a gente fala, e depois de umas horas tudo se resolve. mas, entre as outras pessoas que a gente gosta, e convive, nem sempre  é fácil falar o que se pensa, o que tá incomodando.

as vezes o medo de ser mal interpretado, de abalar uma amizade por aquele sentimento e percepções que estão ali com você, fala mais alto e vamos guardando tudo. só que isso vai pesando, vai cansando. então a gente acaba não falando dos nossos cansaços, das cobranças, das implicâncias, das críticas, das comparações, das competições, dessa vontade de ser mais, de ter mais, que destrói qualquer admiração, da falta de querer ver o outro bem, de querer que o outro se dê bem. e por aí vai. até chegar ao ponto da preguiça de conversar, de estar junto. e chegar naquele ponto, aquele pontinho onde a gente não faz mais questão, e "não fazer mais questão" acaba com qualquer convívio. 

acho que esse texto é perfeito pra refletir, se policiar e tentar enxergar em que você pode estar cansando quem te quer bem. eu acho que enxerguei algumas coisas que faço e que podem estar cansando quem me quer bem. espero que quem ler esse texto também consiga isso.

mais amor por favor ♥ e menos implicância e arrogância.





13 comentários:

Li Barreto disse...

Simplesmente ameiii!! Perfeito esse texto... beijos

Elis disse...

Perfeito!
Sempre faço bolo pra quem gosto, mas nenhum deles ja fez bolo pra mim #chatiada (risos) ficar cobrando amor e afeto também não rola, neah?

Aline - Receitazada disse...

PERFEITO!

Unknown disse...

Puxa, a parte

das cobranças, das implicâncias, das críticas, das comparações, das competições, dessa vontade de ser mais, de ter mais, que destrói qualquer admiração, da falta de querer ver o outro bem, de querer que o outro se dê bem.

Disse tudo. Vou refletir sobre isso.
Parabéns Camila.

Vanessa disse...

Achei a mensagem linda!

Obrigada por nos fazer refletir com ela.

Roberta Salvanhini disse...

Simplesmente amei esse texto! E suas considerações site ele tb. Define exatamente o meu momento! Traduziu meus pensamentos. Beijos querida...

Suellen Lança disse...

Cáááá, já havia lido esse texto e realmente serve para refletir, temos que querer sempre o bem de quem nos quer bem, mesmo que isso poupe algo!!!

Beijinhos! ♥

Jéssica disse...

Concordo Mila, esse texto é muito bom, e todos deveriam ler e refletir!


bjus

"Suélem Schaulet Vargas" disse...

A perfeita verdade!
Beijos

Eu que fiz... ou quase isso disse...

Camila texto lindo! acho que eu andei cansando alguém com reclamações por estes tempos, por outro lado tb andei me chateando com a preguiça da pessoa! mas sei que nos queremos muito bem.

bjs

Gélia

Paty_Gidi disse...

Texto muito bonito e muito válido!!!! Adorei!
bjus

Andrezza Canela Castela disse...

Eu não tinha lido ainda amiga, e gostei mesmo da verdade dita.
mais amor, menos arrogância.
Um grande beijo!

Daniella Casanova Gibbon disse...

Cá, vc sabe que hj postei lá no blog algo intrínseco como o seu post de hj???? Ontem eu estava assim: pensativa, quieta, distante, observadora...
E decidi escrever o que vinha de dentro!!!
Por um lado é ótimo saber que existem pessoas que tb sentem essa inversão de valores e natureza do ser humano me dão taaaaaanta preguiça!!!!
Foi o que disse e o que levo prá mim: Gentileza gera gentileza! Sempre!!!!
Educação nunca sái de moda!
Beijossss
Dani
Quase Amélias

tradutor